Notícias

Atendimentos seguem indisponíveis no Hospital Montenegro - 30/03/2017
Crédito: Crédito imagens: Cathierine Hoffmann/ASCOM Prefeitura de Salvador do Sul

Legenda: Secretária municipal da saúde, Márcia Ebbing, destacou a dificuldade na marcação de consultas e atendimentos, e que estão engajados buscando informações junto ao Hospital Montenegro

Em janeiro de 2017, quando foi definido o repasse de R$ 16 milhões ao Hospital Montenegro pelo Governo do Estado, os 14 municípios cuja referência de atendimento é na instituição montenegrina ficaram esperançosos. Por conta de atrasos de repasses de convênios com a União, Estado e Município, a casa de saúde vinha restringindo os serviços, sendo que no final de 2016 o administrador do HM, Carlos Baptista emitiu uma nota não afirmando que não seria mais encaminhado exames de média e alta complexidade (que eram feitos fora e pagos pelo HM), suspenderia os atendimentos de médicos especialistas, exceto os atendimentos já agendados, e reduziria em 10% a capacidade da UTI.

Foi então que os prefeitos da região, assim como o prefeito de Salvador do Sul, Marco Aurélio Eckert, uniram-se para buscar uma solução junto à secretaria estadual da saúde, e em 18 de janeiro tiveram a boa notícia da liberação da verba. No entanto, passados mais de dois meses, os municípios seguem sem a liberação de qualquer atendimento ou marcação de consulta com os especialistas no Hospital Montenegro. "Este ano apenas dois pacientes puderam ser encaminhados, e porque estavam em situação de emergência. Fora isso, mais ninguém pôde marcar consulta", afirma a secretária da saúde de Salvador do Sul, Márcia Ebbing.

Conforme ela, somente aqueles que já estavam em tratamento que o HM tem ligado para remarcar as consultas. Novos atendimentos seguem suspensos. A situação fica ainda mais complicada para os pacientes que precisam de uma consulta ou realização de exames porque não podem ser encaminhados para hospitais de outros municípios, uma vez que a referência de Salvador do Sul, São Pedro da Serra e outros 12 municípios é a instituição de saúde de Montenegro. "Se encaminharmos para um hospital de Porto Alegre, por exemplo, o paciente não é atendido, mandam de volta sem prestar o atendimento, em função da referência", explica Márcia.

Prefeitos e secretários está engajados em solucionar a situação. Reuniões com a direção do hospital tem sido realizadas. Na semana passada, dia 15 de março, uma nota oficial do HM informou que a partir de agora que serão retomados os serviços, mas de forma gradativa. Por isso não há data prevista de retomada dos atendimentos para a região.

O anúncio da regularização dos atendimentos da UTI foi feito após a confirmação do financiamento junto ao Banrisul, para quitar as dívidas do Governo do Estado com a instituição. O pagamento está sendo realizado através de uma linha de crédito obtida no Fundo de Apoio Financeiro e de Recuperação dos Hospitais Privados sem Fins Lucrativos (Funafir), a ser pago pelo governo em 18 parcelas até novembro de 2018.



Acesso Rápido

horas

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta
7h30min às 12h
13h30min às 17h

Contato Rápido

Desenvolvido por Stratton Soluções Públicas 2017 - 2022 ® Todos os Direitos Reservados