Notícias

Projeto Arborizando passa por avaliação - 19/06/2017
Crédito: CRÉDITO IMAGEM: Cathierine Hoffmann/ASCOM Prefeitura de Salvador do Sul

Legenda: Reunião definiu próximas etapas do projeto Arborizando

Em reunião realizada na tarde da última segunda-feira, 12 de junho, a Administração Municipal através da Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente fez uma avaliação da primeira etapa do projeto Arborizando, ocorrida no dia 03 de junho, quando cerca de 1600 mudas foram plantadas nos bairros e centro de Salvador do Sul.

A secretária da pasta, Gledes Forneck reiterou que após a grande mobilização dos universitários e da comunidade, acima das expectativas inclusive, agora o departamento do meio ambiente, com apoio da Emater, fará as retificações necessárias nas mudas que não foram plantadas conforme as especificações técnicas repassadas. "Em um montante de quase duas mil mudas, poucas estão fora do padrão estipulado pelas biólogas contratadas pela prefeitura e pelo engenheiro agrônomo da Emater. Mas estabelecemos hoje uma agenda para começar a corrigir e colocar no padrão correto", afirmou Gledes.

Por isso, os moradores que notarem que as mudas não estão a 50 centímetros do meio-fio e com espaçamento de no mínimo três metros devem entrar em contato com o departamento de meio ambiente da prefeitura e fazer a notificação. A bióloga Larissa Dai Pra Penteado destaca que nenhuma muda pode ser retirada antes de solicitar autorização na prefeitura. "Uma muda não é diferente de uma árvore adulta. Para remanejar somente após autorização da prefeitura, pois as mudas escolhidas são protegidas pelo código florestal", destacou ela. Algumas mudas acabaram sendo remanejadas pela população sem a autorização do departamento da prefeitura, o que acarretará em multa entre outras ações administrativas. "Por isso todos devem estar cientes que antes devem ligar na prefeitura", explicou Larissa.

Outra argumentação que surgiu dos salvadorenses foi sobre a possibilidade das mudas no futuro tornarem-se empecilhos na infraestrutura da cidade. A bióloga Larissa tranquiliza a todos, lembrando que a escolha das espécies se deu para que transtornos como levantamento de calçadas, entupimento de tubulação, não ocorram. "Prevemos o tamanho de raízes, altura, sempre elegendo as mudas nativas acessíveis para a área urbana. Inclusive as concessionárias de energia elétrica atualmente utilizam fios ecológicos, além de ter pessoal especializado para realizar as podas", explicou.


 


Acesso Rápido

horas

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta
7h30min às 12h
13h30min às 17h

Contato Rápido

Desenvolvido por Stratton Soluções Públicas 2017 - 2022 ® Todos os Direitos Reservados