Notícias

Carnês de IPTU em Salvador do Sul estão disponíveis - 08/03/2018

Carnês de IPTU em Salvador do Sul estão disponíveis

Este ano o cidadão poderá baixar a guia no site da prefeitura ou realizar o pagamento diretamente na prefeitura


Os carnês para pagamento do IPTU - Imposto Predial Territorial Urbano - já está disponibilizado pela Prefeitura de Salvador do Sul com o primeiro vencimento para o dia 19 de março. Os contribuintes poderão realizar o pagamento diretamente na prefeitura ou baixar o carnê no site. O mesmo não será entregue nas residências. O pagamento poderá ser realizado através de cota única ou parcelado em até cinco vezes. Com o pagamento em cota única, o desconto chega a 10%.


Para baixar o carnê na internet, o contribuinte deve acessar o site da Prefeitura em http://www.salvadordosul.rs.gov.br/, clicando em Portal Do Cidadão. Na tela seguinte, clicar em Consulta IPTU. Em seguida abrirá a tela 2ª via do carnê do IPTU, onde deve ser informado o número do cadastro (esse número do cadastro é o número da inscrição que consta no carnê dos anos anteriores. É um número composto de 12 dígitos e inicia com 110 ou 111).


Para o ano de 2018, a Secretaria da Administração, Planejamento e Fazenda de Salvador do Sul contratou um trabalho técnico que resultou em um documento que apontou a necessidade de adequação da planta genérica de valores, que é o valor definido com base na área do terreno, na área construída e principalmente na localização do imóvel. "O último ajuste na planta genérica de valores foi realizado em 2001, portanto há 16 anos. Desde então o IPTU no município foi corrigido apenas com a aplicação do índice oficial de correção (INPC), não observando a recomendação do Tribunal de Contas do Estado que determina a revisão periódica da planta genérica de valores, sendo no mínimo a cada quatro anos, para evitar distorções e injustiças na cobrança do IPTU", destacou o secretário Fernando Lunckes.


A defasagem na atualização do cálculo do IPTU pode ser considerada também como renúncia de receita, fazendo com que o município deixasse de arrecadar cerca de 57% a mais nos últimos anos. "Foram várias recomendações do Tribunal de Contas do Estado para as gestões anteriores para que ajustassem o cálculo, uma vez que o mercado imobiliário é um mercado bastante volátil e que determinadas regiões da cidade valorizam ou desvalorizam, de acordo com a demanda e oferta de mercado, mas sabemos que parte dos gestores municipais não fazem a atualização por ser uma medida impopular, mesmo com projeto de Lei tramitando no Congresso Nacional tornado essa revisão obrigatória", explica o secretário da Fazenda.


A Secretaria da Administração, Planejamento e Fazenda salienta que não houve aumento das alíquotas do IPTU. O que foi realizado é o ajuste da Planta Genérica de Valores à realidade do mercado, sendo que a medida causará um impacto maior neste ano de 2018 porque reflete o acúmulo dos ajustes não realizados ao longo de 16 anos.


 


Acesso Rápido

horas

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta
7h30min às 12h
13h30min às 17h

Contato Rápido

Desenvolvido por Stratton Soluções Públicas 2017 - 2018 ® Todos os Direitos Reservados